ELEIÇÕES 2018

A partir de hoje, contagem regressiva para as eleições. Faltam exatamente 35 dias. As propagandas nas emissoras de rádio e TV começaram. Tudo lindo, colorido, discursos repletos de muito doce, propostas (eles não gostam que falem promessas. Também não tem nenhum santo, né), mas e o que está por trás de tanta produção, nas chamadas entrelinhas? Mistério ou falácias? Interesses escusos ou propostas coerentes, sérias e viáveis? Como podemos descobrir o que está por trás do “pano de fundo”? Para falar a verdade, eu não sei, mas é aí que entra a informação isenta, com credibilidade, coesa, embasada e com transparência. Para isso é preciso se manter informado em fatos delatados e comprovados, porque o preço pela desinformação será pago em 04 anos que podem ser de ganhos (mesmo que lentamente) ou perdas irreparáveis para todo o povo brasileiro. A corrida para o sucesso dos cidadãos de bem começou. Temos de ter muita, muita astúcia e não deixar que a “arma” (voto) seja apontada para nós mesmos, senão vamos sofrer as consequências da máxima: “dei um tiro no próprio pé”. Leia, questione, pesquise o passado e presente dos prováveis mandatários. Não se deixe enganar por discursos rebuscados, de fala mansa, nem negocie ou barganhe o seu voto porque o suposto ganho pode ser “presente de grego” para todos. Procure não se envolver emocionalmente, o “seu” candidato não vai governar sua casa, mas pode arrebentar com a sua vida e com o futuro do Brasil. Exigir verdade, ações para a população, honestidade e comprometimento no exercício do mandato do presidente, senador, governador e deputados é um dever e direito seu. Faça valer isso. Caso contrário somente “eles” irão ganhar e muito sobre a força do seu trabalho cotidiano. Aqui é Cássia Bomfim…e viva a livre manifestação do pensamento.

Eleitores observem o que é permitido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste período que antecede o dia D.

SETEMBRO

9/09
  • Data em que as campanhas devem enviar à Justiça Eleitoral a primeira parcial da prestação de contas.
17/09
  • Prazo final para o julgamento de todos os pedidos de registro de candidaturas.
  • As urnas são lacradas com a lista dos candidatos que vão concorrer ao pleito.
22/09
  • Início do período em que nenhum candidato pode ser preso ou detido, a não ser em flagrante.

OUTUBRO

2/10

  • Data a partir da qual nenhum eleitor pode ser preso ou detido, exceto em caso de flagrante ou condenação por crime inafiançável.
4/10
  • Fim da propaganda eleitoral em rádio e TV e último dia para a realização de debates e comícios.
7/10
  • Votação do primeiro turno.
8/10
  • Início da propaganda para o segundo turno nas ruas, com comícios, carreatas e distribuição de material gráfico.
12/10
  • Começa a propaganda eleitoral gratuita em rádio e TV para o segundo turno.
13/10
  • Início do período em que nenhum candidato do segundo turno pode ser preso ou detido, a não ser em flagrante.
23/10
  • Data a partir da qual nenhum eleitor pode ser preso ou detido, a não ser em flagrante.
25/10
  • Último dia para a realização de comícios.
26/10
  • Fim da propaganda eleitoral em rádio e TV e último dia para a realização de debates.
28/10
  • Votação do segundo turno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s