Vacinação foi prorrogada para sexta-feira, dia 14

 

 

Existem momentos na vida das pessoas, em especial onde existem crianças, que o velho ditado “é melhor prevenir do que remediar” é fundamental, você não acha? Pois é, por isso é importante que pais, avós, tios, padrinhos, todos os responsáveis pela vida das crianças estejam sempre em alerta. Existem algumas doenças que podem ser evitada com a simples vacinação que pode mudar, radicalmente, a vida desses “nossos” bebês e crianças. Vocês concordam que elas são incapazes de se cuidar sozinhas e que a responsabilidade é única e exclusivamente nossa? Então porque esperar para a última hora? Depois não adianta reclamar. Procure hoje mesmo um posto mais próxima de sua casa e cuide da vida do seu “bem” mais precioso. Muitas doenças, tristezas e amarguras podem ser evitadas. Não espere mais, vá e leve seus filhos para serem imunizados. Depois me conte se não valeu a pena cuidar…o sorriso, a saúde de “nossos” bebês agradecem. Preste atenção nas informações abaixo e siga-as. Aqui em Uberlândia, são 33 mil pequeninos, com idade entre um e cinco anos que aguardam para serem protegidos contra o sarampo e a poliomielite. A prorrogação foi determinada pelo Ministério da Saúde para aumentar a cobertura vacinal do país. Em Uberlândia, já são 29 mil crianças protegidas, o que corresponde a 87% de cobertura do público-alvo. A coordenadora do Programa de Imunização, Cláubia Oliveira, reforça que o município  de Uberlândia precisa atingir pelo menos os 95% para garantir que as crianças fiquem protegidas. “O sarampo mata. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de cinco anos de idade. As equipes das unidades estão verificando as suas áreas de cobertura, com busca ativa dos vacinados e não vacinados, bem como reforçando com os pais sobre as normas do Estatuto da Criança  e do Adolescente. São ações para certificarmos que nossas crianças fiquem protegidas”, enfatizou.

Foco na prevenção

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro. Manter o cartão de vacina dos filhos em dia, com todas as doses preenchidas, é o primeiro passo para mantê-los longe de doenças que, por muitos anos, estiveram erradicadas do país.

 

Transmissão das doenças

A transmissão do sarampo ocorre de forma direta, por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Por isso, o elevado poder de contágio da doença. A poliomielite (chamada de pólio ou paralisia infantil) também é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.

Fique atento:  Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite
Data limite: até 14 de setembro – sexta-feira
Horários e locais:  Das 7h30 às 16h30 nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e UBSF (Unidades Básicas de Saúde da Família) e das 8h às 20h (Uai – Luizote, Tibery, Pampulha, Roosevelt, Planalto e Martins)
Público alvo: Crianças de 1 a menores de 5 anos, mesmo se o cartão de vacina estiver atualizado

*Fontes: Secom – Imagens: Agência Brasil, Bahia no Ar, Universo ZN, Viva Integral e SlideShare

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s