Maldade: Abandono de animal

A Polícia Militar recebeu várias denúncias sobre o abandono de uma égua no bairro Morada Nova, em Uberlândia. Segundo os denunciantes, o animal estava bastante machucado, desnutrido e amarrado em via pública, na antiga 32. Os militares tentaram localizar o dono ou responsável pelo equino, mas ninguém soube precisar quem seria. A partir daí, foram acionados os responsáveis por recolhimento de animais de grande porte, na Prefeitura Municipal que conseguiram encaminhar a égua para o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia(UFU). Lá o animal receberá todos os cuidados necessários. Este crime está previsto no Código Penal –  Artigo 32 da Lei 9605/98
Lei dos Crimes ambientais. Pois bem, aí eu pergunto: Porque fazer isso com o animal? Será que esta égua não ajudou você, proprietário, por muito tempo a conseguir o seu sustento? Ela apresentava algum problema de saúde, raiva ou coisa do gênero? Se for esse o caso, porque não a tratou? Você já imaginou se a gente, seres humanos, fossemos abandonados, deixados para trás porque não somos mais úteis ou não produzimos mais a contento dos interesses, antes realizados? Meu Deus, hoje foi esse animal, mas quantos existem em situações até piores, morrendo de fome, de sede e machucados. É muito  difícil imaginar nós seres humanos (pelo menos é assim que nos classificam) desprezar ou maltratar um animal indefeso. Me desculpem, mas quem faz isso com um bicho, que muitas vezes foi seu companheiro, em todos os sentidos, pode fazer com o próprio ser humano. Será que estamos mesmo chegando ao fim dos tempos? É muito triste.

*Fonte e fotos: Polícia Militar de Meio Ambiente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s