Mãe e filha são sepultadas em Uberlândia

Muita dor, comoção e um sentimento de indignação tomaram conta de familiares e amigos de Mariana Paranhos, de 33 anos, e de sua filha, Valentina, de apenas 4 anos, neste domingo (18) no Cemitério São Pedro, no bairro Osvaldo Rezende, em Uberlândia-MG. Elas foram vítimas de assassinato na cidade de Araguari, há 30km de Uberlândia. Ambas foram mortas a facadas. Mãe e filha foram veladas em uma funerária da cidade, no bairro Daniel Fonseca e por volta das 10h, o cortejo seguiu para o cemitério. O autor do crime, segundo BO da PM, foi Thiago José Aquino Marques, que era marido de Mariana e pai da menina. O crime aconteceu na madrugada de sábado (17). Após o assassinato, o empresário Thiago Marques tirou a própria vida. O corpo dele foi sepultado ainda no sábado, no Cemitério Campo do Bom Pastor, também em Uberlândia-MG.

O caso

Infelizmente mais um caso de homicídio e autoextermínio na região de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Foi na cidade de Araguari a cerca de 40 km de Uberlândia. Uma família foi vítima de assassinato. O suspeito/autor, Thiago José Aquino Marques, 39 anos, empresário do setor de alimentação, matou a esposa, Mariana Paranhos, 33 anos, médica, com 12 facadas e a própria filha, Valentina Paranhos, 04 anos, que foi encontrada sentada na cadeirinha no banco de trás do carro Corolla/Toyotta. O crime aconteceu por volta das 3h37 da madrugada deste sábado (17). Segundo testemunhas que pediram socorro à PM, na Rua Marechal Deodoro, centro da cidade, ouviram gritos e muita confusão. Ao saírem para a rua, viram que Thiago estava dirigindo e tentando atropelar Mariana que parecia ferida. A mulher ainda tentou correr, chegou a pular um muro de uma residência, mas não houve tempo. ela foi atacada e esfaqueada. A polícia ainda está apurando os fatos para saber a motivação dos crimes. Quando as viaturas chegaram ao local, Thiago Aquino estava caído todo ensanguentado, mas com vida e Mariana já estava sem sinais vitais.

 

Em seguida os policiais viram o carro batido e ao olharem dentro do veículo avistaram a criança também ensanguentada e agonizando. Rapidamente a guarnição do Tático Móvel correu com a menina e o homem para a UPA, mas nenhum deles resistiu aos ferimentos. Thiago ainda estava de posse da faca que foi entregue à Perícia da Polícia Civil. No corpo dele haviam, aproximadamente, quatro perfurações. Agora cabe a PC investigar qual teria sido a motivação do crime. A população de Araguari está em choque. A família residia em Uberlândia e Mariana era ginecologista obstetra e trabalhava como plantonista em Araguari.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s