Veículos envolvidos com o tráfico de drogas vão a leilão em Minas

Com certeza este pode ser a atitude mais acertada para o combate ao tráfico de drogas: retirar tudo o que foi “ganho” ilicitamente e reverter em benefícios para quem necessita se desvencilhar deste caminho. Os certames serão realizados periodicamente pela Secretaria de Segurança Pública para angariar verbas e reforçar políticas de prevenção às drogas. Um veículo bastante cobiçado é um dos destaques desta edição: Camaro amarelo. Para garantir eficiência à gestão de bens perdidos em favor da União, trazer economia aos cofres públicos do Estado e reforçar a política de combate e prevenção ao uso de drogas, o governo de Minas abre hoje quarta-feira (28), um leilão eletrônico (Edital nº 018/2018) de 33 veículos envolvidos em processos de tráfico, que estão sob custódia da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod).  Os itens são bens móveis perdidos em favor da União, resultantes de apreensões em operações de combate ao tráfico de drogas no Estado e após sentença final dos respectivos processos. Dentre eles, se destaca um Camaro amarelo, ano 2011.

 

Graças a alterações na renovação de um acordo de cooperação celebrado com a União, em outubro deste ano, o Estado agora tem mais autonomia sobre a gestão destes bens. Os leilões passarão a ocorrer constantemente, e a arrecadação será remetida ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad), gerido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad). Os recursos deste fundo são destinados ao desenvolvimento, implementação e execução de ações, programas e atividades de repressão, prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social de dependentes de substâncias psicoativas. Parte da verba pode retornar para iniciativas desenvolvidas pelo Estado, fortalecendo as políticas de prevenção, reinserção social, acolhimento e combate ao uso e ao tráfico drogas em Minas. Atualmente, a Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas é responsável pela guarda de 930 veículos, que estão armazenados em um pátio mantido pela Sesp. O custo médio de manutenção é de R$ 50 mil por mês. Os leilões eletrônicos periódicos, que serão realizados em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag) e a Polícia Militar (PM), trarão mais eficiência para a administração deste passivo, além de evitar o sucateamento dos bens móveis graças à agilidade dos processos. Os leilões também poderão ser realizados no interior do Estado, de forma eletrônica, sem a necessidade de remoção do veículo. De acordo com a subsecretária da Sesp, Cláudia Gonçalves Leite, foi estabelecidas parcerias que proporcionarão um avanço para as políticas desenvolvidas em Minas. “Vamos agilizar os leilões, as cessões e as doações destes bens, nos casos de doações de veículos para as polícias combaterem o tráfico, por exemplo”, explica ela.

 

O leilão

O edital nº 018/2018 integra os sete primeiros leilões virtuais do governo, que terão os primeiros lotes vendidos a partir do dia 28 de novembro. O leilão da Sesp disponibilizará oito motocicletas, um jet ski e 24 carros. O lance inicial pode variar entre R$ 500 e R$ 50 mil, de acordo com a marca, o modelo e o estado de conservação dos itens leiloados. Os interessados na aquisição dos bens podem acessar o edital e mais informações sobre o leilão por meio do link: http://www.planejamento.mg.gov.br/pagina/gestao-governamental/logistica-e-patrimonio/leiloes

*Fonte e fotos: Ascom da Sesp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s