15 de janeiro – Dia Mundial do Compositor

O Dia Mundial do Compositor é comemorado anualmente em 15 de janeiro. A data homenageia todos os compositores do mundo, especialmente o seu trabalho e esforço para compor, escrever e criar músicas. Os compositores são verdadeiros artistas, que utilizam o domínio da técnica das notas musicais para criar melodias. Além da técnica, utilizam toda a criatividade e sensibilidade para escrever canções que emocionam e animam multidões de pessoas.

Origem 

A data comemorativa surgiu no México. A origem dessa data decorreu em comemoração à fundação da Sociedade de Autores e Compositores do México (SACM), em 1945. No entanto, esta data somente foi oficialmente celebrada no mundo a partir de 1983.

Compositor brasileiro

O Brasil é um país muito rico em bons compositores e música de qualidade. É o que se presencia em movimentos como a Bossa Nova e a MPB – Música Popular Brasileira. Para homenagear os gênios da música nacional, no Brasil se comemora o dia do Compositor Brasileiro em 7 de outubro. Dentre os principais compositores brasileiros podemos citar Heitor Villa-Lobos, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Noel Rosa, Cartola, João Gilberto, Roberto Carlos, Erasmo, Roberta Miranda, Izolda, Ary Barroso, Dona Ivone Lara, Gabriel Pensador e tantos outros que usaram seus talentos para enriquecer a música brasileira e ficaram para a história da cultura musical. 

Atualmente

A partir do ano de 2000, aproximadamente, começaram surgir outros estilos, outras “roupagens” que levaram a música (com várias exceções) para um abismo. Pessoas de níveis bem diferentes, nos aspectos culturais/intelectuais, transformaram letras em verdadeiros lixos, afrontando a inteligência, a sensibilidade, a educação, a moral, o senso de cidadania e dos bons costumes. Surgiam os “excluídos” ou sabe-se lá que denominação se dá a esta geração de “novos compositores”,. Para os bons ouvidos e inteligência mínima, muitos desta leva, não conseguiram se firmar e foram se deteriorando, com o passar dos anos, mas ainda existem aqueles que, democraticamente, ainda permanecem ou insistem em permanecer, já que há um “público específico” que os “consagra”. Enfim, a vantagem é que ainda existem grandes/novos talentos que conseguem apresentar composições, independente do estilo, belíssimas e que são o orgulho da nação brasileira.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s