Vergonha para o país e para a categoria

A direção do Batalhão Especial Prisional (BEP) da Polícia Militar, onde está preso o ex-governador Luiz Fernando Pezão (MDB), na Casa de Custódio em Benfica, Niterói-RJ prendeu, na manhã de sábado (23), uma policial militar, Camila Soares Lima, entrando na unidade prisional com material proibido. A ação só foi concluída após a filmagem do flagrante, onde os presos estavam, supostamente sendo “escoltados” pela policial para fazer o traslado do material, ou seja o serviço “sujo”. No ato da abordagem foram apreendidos diversos materiais para “a provável festa” latas de cerveja, garrafas de vinho, faca, espetos, carvão e até a churrasqueira. Num trabalho de inteligência, os agentes do BEP flagraram a policial, lotada no próprio batalhão, quando tentava colocar os produtos em latões de lixo, no estacionamento. Presos de confiança, que trabalham na faxina, iriam colocar as lixeiras para dentro da unidade com os produtos. A Corregedoria da PM quer saber se detentos de sua unidade prisional, em Niterói, participariam de festa com as bebidas e a churrasqueira apreendidas em flagrante. A PM informou que Camila vai responder por crime militar e que os presos estão em isolamento para futura acareação. Aí a gente se pergunta: Porque tanta corrupção no país? Porque muitas coisas não andam? Se queremos transparência e honestidade no Brasil, ações desta natureza precisam ser combatidas, independente de quem as pratica. Existem grandes e bons profissionais em todas as áreas, mas o inverso também. Aqueles que não coadunam com esta vergonha, devem ajudar a combatê-las todos os dias. Você já parou para pensar que se cada um, de forma responsável e consciente, fizer a sua parte, poderemos conseguir transformar esta realidade? Então, vamos lá, arregaçar as mangas e trabalhar para um país mais justo, honesto e que cada um pague o que deve. Aqui é Cássia Bomfim e minhas expressões.

Quem está ou esteve em Benfica

É na unidade prisional da PM onde está detido, desde novembro, o ex-governador Luiz Fernando Pezão. Para lá também vão policiais condenados por crimes no RJ. A unidade funcionava em Benfica, na Zona Norte do Rio, mas foi transferida para Niterói em 2015, por causa do histórico de regalias aos detentos. Em 2010, por exemplo, a antiga sede do BEP foi o espaço escolhido para a festa de aniversário do filho de Carlos Ari Ribeiro, o Carlão, preso por suposto envolvimento com milícia da Zona Oeste e 16 assassinatos. Na antiga sede de Benfica, hoje ficam os presos da Operação Lava-Jato no RJ.Por lá já passaram, por exemplo, o ex-presidente da Alerj, Jorge Picciani, e o ex-governador Sérgio Cabral. Quando Cabral ainda estava na unidade, a cadeia teve sala de cinema e até quartos para encontros íntimos.O ex-governador também recebia visitas fora dos horários e dias estabelecidos.Cabral hoje cumpre pena no complexo de presídios de Bangu, na Zona Oeste, e Picciani, prisão domiciliar.

casa de custódia de benfica
*Fonte e fotos: G1RJ, mídia local e rede social

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s